terça-feira, 30 de junho de 2009

Historic F1 em Interlagos, a Galhofa!


Boas pessoal.

A grande decepção do ano vem da notícia do cancelamento da etapa da Historic F1 em Interlagos, que aconteceria nos dias 15 e 16 de Agosto.

O release do site oficial da categoria, atribui aos organizadores do evento, o cancelamento da etapa, os organizadores alegaram a crise mundial como fator para o cancelamento da etapa.

Segue o link do comunicado:


Ponto negativo para o Sr. Tamas Rohonyi, organizador do GP Brasil de F1.

Com certeza ele e todos os envolvidos queimaram o filme perante os verdadeiros amantes de corridas, esses que iriam ao evento, ao contrário do GP Brasil, onde muitos vão somente porque tem piloto brasileiro correndo, e esse motivo nunca pode ou poderá ser motivo para se afirmar que alguém gosta de automobilísmo.
Você gosta realmente de corridas? Então mude-se para o velho continente... Nesse País sem memória, campeonato de futebol da quinta divisão é mais importante que a história da F1 em movimento. Logo aqui, um pais que possui 3 pilotos campeões do mundo, totalizando 8 títulos de F1....
Esse ano vou boicotar o GP Brasil, em protesto aos seus organizadores. E quem ficou fulo como eu com essa história deveria fazer o mesmo.
Era bom demais para ser verdade...
A todos os envolvidos no episódio, obrigado pela falta de respeito.
Abraços a todos os verdadeiros amantes de corridas.


domingo, 28 de junho de 2009

DTM Norisring.

Boas pessoal.

Aconteceu hoje a terceira etapa do DTM em Norisring.

A transmissão em terras brasilis ficou por conta da Band Sports, que inclusive no dia de hoje também televisionou a Nascar e a Superbike, e na próxima sexta às 21:00 vai televisionar uma das etapas do campeonato mundial de powerboat direto do Estreito de Bósforo na Turquia.

A Band Sports, no quesito esporte a motor, vem dando um banho nos canais Sportv, que só passam futebol, nem que seja um jogo dos doze e meio de Muzambinho contra o Esporte de Xique Xique, valendo pela décima oitava série do campeonato brasileiro....



Na corrida deu Jamie Green de Mercedes C class. Green acabou por conquistar a ponta na penúltima volta em manobra questionável, pois nas duas voltas antecedente ficou acertando a traseira do Audi de Timo Scheider, destruindo os difusores traseiros do carro de Ingostadt, sem os difusores Scheider perdeu performance e acabou em quarto.

Na segunda posição chegou Bruno Spengler da Mercedes e em treceiro Mattias Ekström de Audi.

Essa corrida em Norisring foi até meio monótona para os padrões do DTM, porém me trouxe boas lembranças, pois foi nesse circuito que assisti a primeira corrida de DTM da minha vida, em 1993, pela finada rede Manchete, com narração do lendário Edgard de Mello Filho, numa época onde a Squadra Corse com seus Alfa Romeo 155 nas mãos de Nannini e Larini estavam rumo ao título daquele ano, estraçalhando a concorrência. Grande época, a melhor do DTM.


Segue abaixo, link da classificação do campeonato, após a corrida de Norisring:


Scheider da Audi, é lider com 17 pontos, e um ponto atrás vem Bruno Spengler da Mercedes.

A disputa entre as duas marcas está pegando fogo.

Grande Abraço a todos.

sábado, 27 de junho de 2009

Quem, quando e onde?

Boas pessoal.

A última rodada teve a maior participação já notada no quiz.

Muitos chegaram perto, como por exemplo o Bruno Santos do F1 Database e o L.O..

A respsota certa é Nurburgring 1975 John Watson Lotus 72 (não tenho info sobre o exato spec da Lotus se seria uma E ou F).

Watson fez algumas corridas pela Lotus em 1975, no lugar de Jacky Ickx que tinha deixado a equipe.

Vamos a mais uma rodada do quiz.

Dessa vez um carro famoso, porém com um patrocinador até então obscuro à esse humilde blogueiro.

Uma dica, essa foto não foi tirada no continente europeu, nem no americano.

Esta está fácil.

Bom jogo a todos.

E por falar em Schumacher...

Boas pessoal.

Já que o último post foi sobre a "pegadinha" do Top Gear na BBC, onde Michael Schumacher se passou pelo Stig, segue um bom vídeo que mostra a diferença na tocada de Michael em relação a Johnny Herbert, seu companheiro na Benneton entre 1994 e 1995.

A explicação é baseada em dados de telemetria do carro dos dois.

Com certeza esse é somente um dos diferenciais que fizeram Michael ser o melhor em sua época.



Abraços a todos.

domingo, 21 de junho de 2009

Stig.

Boas pessoal.

O programa da BBC, Top Gear, o de maior audiência da televisão inglesa, tem como um de seus personagens o Stig. Stig é um piloto que testa os carros.

Porém a identidade de Stig é desconhecida. Era pois a mesma foi revelada no mais recente episódio do programa inglês.

E sabem de uma coisa, o cara é bão!



Abraços a todos.

Rossi pelos Italianos.

Boas pessoal.

Já comentei semana passada a épica disputa das duas últimas voltas do GP da Catalunha de Moto GP, entre Valentino Rossi e Jorge Lorenzo.

Porém esse vídeo do youtube com narração da TV italiana mostra a paixão que o fantástico Rossi desperta em seu país.



Rossi merece.

Abraços a todos.

Como se dirigir uma Ferrari.

Boas Pessoal.

Ontem, sábado esse humilde blogueiro, junto aos amigos L.O., Luis Gozzani, Gustavo Aldegheri, Henrique Burin, Felipe "Gaúcho" Steyer, Fred Martini e Gonzo, ( só faltou meu irmão Marcos) fomos à Interlagos assistir a mais uma etapa do Paulista.

Dia divertido, bom encontrar os amigos fora do ambiente de trabalho.

Inclusive alguns abastardos foram ao autódromo com suas belas Ferraris, lindo ronco das rossas, porém a maioria dos condutores não mostrava grande intimidade com o brinquedo, o que garantiu boas gargalhadas por parte a apaixonada audência que vai a um Interlagos com péssima infra estrutura assistir às corridas regionais.

Então resolvi postar um belo vídeo que homenageia verdadeiros drivers conduzindo suas rossas.



Donos de Ferrari, nunca se esqueçam da importância histórica e fascínio gerados por seus carros, conduzam os mesmos como devem ser conduzidos, e não se esqueçam, perto do autódromo existem a escola de pilotagem Interlagos, o Roberto Manzini e a Alpie.

Boa pipoca a todos.

Great Car Clip.

Boas Pessoal.

Mais uma da seção Great Car Clip.

Hoje, como uma forma de protesto aos poderosos da F1.

Esses caras esqueceram o que é amor ao esporte, e que a F1 é um esporte épico, feito principalmente por devoção de todos os envolvidos e dos fãs.

Então vamos assistir a um belo clipe que mostra alguns dos mais significantes acontecimentos e personagem da F1 de um tempo mais romântico, menos corporativo, e com certeza infinitamente mais facinante que essa F1 de hoje.



Boa pipoca a todos.

Review GP da Inglaterra.


Boas Pessoal.

E vamos para mais um review, agora do Grande Prêmio da Inglaterra em Silverston, aliás essa pode ter sido a última corrida em Silverston, para 2010, Doninton Park está muito bem cotada para substituir a tradicional pista que foi palco da primeira corrida de F1 da história em 1950 e da primeira vitória da Ferrari em 1951 pelo grande piloto argentino José Froilán Gonzaléz.

Na humilde opinião desse blogueiro, se o GP da Inglaterra, não será mais em Silverstone, que seja em Brands Hatch, que é o circuito mais legal do Reino Unido onde a F1 já correu.
A corrida, foi monótona, porém nem tanto quanto a última na Turquia.

Vettel dominou o final de semana, pole, volta mais rápida e vitória, desde a largada o jovem alemão se mostrou imbatível, e não foi incomodado em momento algum. Se alguém pode desafiar Button esse ano ainda, esse alguém e Vettel.

Mark Webber teve uma atuação discreta, porém eficiente chegando em segundo e garantindo a dobradinha de Red Bull.

E por falar em Red Bull, as modificações aerodinâmicas do carro, notadas principalmente no nose cone que se tornou bem mais largo nessa corrida de Silverstone e um novo difusor traseiro no assoalho, com certeza surtiram efeito, os carros da equipe estavam imbatíveis. Aliás desde o começo do ano percebe-se que em pistas com curvas de alta velocidade como Silverstone o excelente projeto aerodinâmico da Red Bull dá a equipe uma vantagem significativa, os Red Bull são os carros mais equilibrados em curvas de alta velocidade. Ponto para Adrian Newey, que projetou o carro com a melhor aerodinâmica do ano.


Em terceiro chegou Rubens Barrichello, que finalmente conseguiu terminar uma corrida a frente de seu companheiro de equipe Jenson Button, porém Rubens fechou a corrida a longinquos 41 segundos do vencedor Vettel. Vale o comentário que a Brawn não se achou em momento algum durante o final de semana na Inglaterra. As imagens on board tanto de Button como de Barrichello mostravam um carro instável, que necessitava de muitas correções durante a volta, coisa que até então não havia se notado nas corridas anteriores. Provavelmente o carro da Brawn não se adaptou aos compostos dos pneus Bridgstone fornecidos para Silverstone. A conferir nas próximas corridas.
Button teve seu pior final de semana em 2009, fechou a corrida em Sexto, somando 3 pontos, em momento algum do final de semana andou entre os quatro primeiros, e pela primeira vez no ano não terminou uma corrida no pódium. Button tem uma grande vantagem de pontos na liderança do campeonato porém se Vettel desembestar a ganhar corridas e Button continuar chegando em quarto para trás, essa vantagem pode ir diminuindo até o fim do ano e os dois podem chegar nas últimas provas disputando o campeonato, porém acho mais palpável que o desempenho da Brawn, em especial de Button tenha sido algo pontual ao GP da Inglaterra, a equipe e os pilotos parecem não ter achado um acerto adequado o que acabou comprometendo o desempenho no final de semana, porém olhando-se para as corridas anteriores pode-se afirmar com certeza que a Brawn tem um carro muito bom, e que em breve devemos ver mais algumas vitórias de Jenson ou até mesmo de Barrichello.
Curioso notar ainda que Barrichello se sente muito mais à vontade do que Button em um carro de comportamento maistemperamental, como estavam se apresentando hoje os Brawn em Silverstone. Isso também era notado no ano passado, quando a Honda projetou uma cadeira elétrica. Durante o ano passado, Barrichello teve apresentações muito mais convincentes do que Jenson, assim como hoje em Silverstone.


O estilo de Jenson me lembra muito o de Alain Prost, o francês, assim como o Inglês, guardando as devidas proporções, são bons acertadores de carros, porém se não conseguem acertar seus carros, de forma que os mesmos tenham reações mais progressivas e controladas, não conseguem suprir essa deficiência mudando o preciso porém suave estilo de pilotagem.

A Ferrari apresentou alguma evolução em relação à Turquia, e apareceu como a terceira força nessa corrida em Silverstone, porém mutio distante de Red Bull e também da Brawn que teve um final de semana atípico. Massa após largar muito bem, apesar da grande quantidade de combustível que possuia no momento da largada, acabou dando uma escapada da pista quando tinha os pneus frios e muito peso de combustível, acabou perdendo a posição para Button. Fechou a corrida em quarto e fez o melhor possível com o equipamento que tinha nas mãos.

Raikkonen após uma ótima largada, colou relé novamente e realizou uma corrida burocrática, fechando a corrida em oitavo e livrando um pontinho. O finlandês tem talento para um pouco mais do que isso, mas hoje parece ter sido um dos dias em que ele se desliga da corrida.

Nico Rosberg foi outro que andou muito bem e tirou tudo de seu Williams, chegando a ameaçar o terceiro posto de Barrichello durante a corrida, no final ainda segurou Button. O filho de Keke vem mostrando por que merece estar na F1, inclusive numa equipe maior que a a Williams.

Já Nakajima após uma boa qualificação, fechou a corrida em décimo primeiro, após a largada o Nakajima só andou para trás na classificação, e continua zerado em pontos no campeonato enquanto seu companheiro Rosberg tem 15,5 pontos no campeonato. A F1 é coisa demais para Nakajima...


A Toyota foi mera figurante durante o final de semana com Trulli fechando a corrida em sétimo e livrando 2 pontinhos e Glock em nono fora dos pontos. Para quem possuí o maior orçamento da F1, chega a ser um resultado insatisfatório.

Ao contrário da Toyota, a pequena Force India, nas mãos de um inspirado Fisichella, fechou o GP em décimo lugar, um bom resultado para a mais modesta equipe da F1 atual. Sutil terminou a corrida em décimo sétimo e penúltimo lugar, mas começou largando dos boxes, o que comprometeu logo se saída sua corrida na Inglaterra.

A Renault vem mostrou um desempenho sofrível, com Piquet Jr. chegando em décimo segundo e Alonso em décimo quarto. Piquet conseguiu algo raro, terminar à frente de Alonso, porém fora dos pontos e continua zerado na classificação do campeonato.

Alonso também não marcou pontos mas protagonizou uma linda disputa com Lewis Hamilton a bordo de seu problemático McLaren. Disputa que lembrou as de 2007, porém hoje ela foi pela décima terceira posição, graças às carroças que ambos conduzem esse ano...

A BMW é uma constante em apresentações pífias em 2009. A única equipe que insistiu no KERS, quando a FIA quis abandoná-lo antes da temporada de 2009 começar, hoje correu sem a traquitana. Somente uma prova de quão perdidos estão no programa de desenvolvimento na F1.
Azar de Kubica e Heidfeld, que seguraram bravamente Alonso e Hamilton na primeira parte da prova. Ambos não marcaram pontos.

O que falar de McLaren, Hamilton chegou em décimo sexto, penútlma posição. A equipe vive um dos piores desempenhos de sua história em 2009. O carro desse ano parece ter algum problema grave de conceito. Hamilton vem a várias corridas reclamando pelo rádio de falta de aderência, lei-se falta de downforce. Se Withmarsh for minimamente inteligente, começa a trabalhar imediatamente no carro de 2010, para esquecer desde já 2009...

Kovalainen abandonou mais uma vez, pois se envolveu em confusão com Bordais. Esses incidentes vão só alimentando os boatos de que o finlandês será substituído para o ano que vem... Seria até melhor o próprio Kova pedir demissão imediata, pois pilotar um carro como o McLaren desse ano pode queimar a carreira de qualquer um.
Da Toro Rosso, só tenho algo a comentar, que saudades devem estar sentindo do Vettel. Buemi e Bourdais não vem fazendo jus à vaga que tem na equipe.

Quanto a briga FOTA versus FIA, não tenho muito o que comentar, acho somente que a política dentro do esporte deve ficar em segundo plano. E que o dinheiro envolvido e a ganância das duas partes são o real motivo dessa guerra. No final vai tudo continuar praticamente como está, afinal como sempre os picaretas vão dividir o montante.
Abraços a todos até o próximo GP.

Great Car Clip.

Boas Pessoal.

Antes de mais nada desculpem-me a falta de atualizações durante a semana passada...infelizmente estava bastante atarefado, e não tive tempo de atualizar o Blog.

Porém, para redimir minha falta de atenção para com os meus leitores-amigos, e como semana passada aconteceu a edição 2009 das 24 horas de Le Mans, segue um belo clip-tributo ao fantástico Porsche 917. Esse carro que completou 40 anos agora em 2009, é o recordista absoluto de velocidade média e por consequência, distância percorrida das 24 horas de Le Mans. O feito aconteceu em 1971, quando a dupla vencedora Gijs van Lennep e Helmut Marko percorreram 5335,3 km durante as 24 Horas da tradicional prova francesa. Imprimindo uma velocidade média de 222,3km/h!




Sabe-se que a pista mudou, foram inseridas 2 chicanes na reta Mulsanne, em 1983, porém o recorde é de 1971, e entre 1971 e 1983 muitos carros fantásticos, tais como Porsche 956, Jaguar XJR9 LM, Mercedes Sauber C9, Matra 670, Porsche 936, Ferrari 312PB, correram as 24 horas ainda sem as chicanes na Mulsanne, e não conseguiram bater o recorde do 917 de Lennep e Marko.


Um recorde tão longínquo quanto esse no mundo do esporte motorizado só vem à provar que o 917 é uma lenda das corridas e talvez o mais fantástico protótipo que já surgiu.

Segue link da lista de todos os vencedores, com a ditância percorrida das 24 Horas de Le Mans:


Grande Abraço a todos.

domingo, 14 de junho de 2009

24 Heures Du Mans Peugeot 1-2.

Boas Pessoal.

A Peugeot venceu hoje as 24 horas de Le Mans 2009 com seu 908 (categoria LMP1) . David Brabham, Marc Gené e Alexander Wurz conduziram o Peugeot 908 a vitória depois de 382 voltas. Em segundo outro Peugeot 908 do trio Sebastien Bourdais, Stephane Sarrazin e Franck Montagny chegou em segundo uma volta atrás do vencedor.


Com essa vitória a Peugeot desbanca a Audi, que ganhou oito das últimas nove edições, a Bentley (um Audi R8 fantasiado de carro inglês, afinal são todas marcas do grupo VW), ganhou uma das nove últimas edições.

O melhor Audi R15 qualificado foi o do trio Tom Kristensen, Dindo Capello e Allan McNish, que fechou a corrida em terceiro lugar, completando 376 voltas, seis voltas atrás do Peugeot vencedor.

Esse humilde blogueiro virou fã incondicional desses Peugeout 908 depois que os mesmos vieram correr as 1000 milhas de Interlagos à dois anos atrás. São carros de outro mundo, na época viraram somente 6 segundos mais lentos que um F1, impressionante em se tratando de carros feitos para provas de Endurance, outra característica marcante desses 908 em Interlagos era o ruído dos carros, extremamente silenciosos, quando passavam em plena aceleração na reta dos boxes, o que se ouvia eram os pneus rolando e o turbocompressor trabalhando. Enfim carros fantásticos!

A última vitória da Peugeot em Le Mans aconteceu em 1993, quando o trio Eric Hélary, Christophe Bouchut e Geoff Brabham venceram à bordo do 905 EVO 1B.

Curioso notar que em ambas as vitórias, a de 1993 e a de hoje, os irmãos Brabham, Geoff e David, filhos de Jack Brabham fizeram parte das respectivas equipes.

A equipe do primeiro sobrinho, abandonou na madrugada, e a verdadeira estrela brasileira na edição 2009 das 24 horas de Le Mans, foi novamente Jaime Mello Jr. que em parceria com Mika Salo e Pierre Kaffer venceu na categoria GT2 à bordo de uma Ferrari F430 da equipe Risi Competizione. Mello Jr. repetiu assim, a vitória na categoria GT2, que havia alcançado na edição da corrida francesa ano passado.

Na LMP2 o vencedor foi o Porsche Spyder da equipe Essex, pilotado pelo trio Emmanuel Collard, Kristian Poulsen e Casper Elgaaard.

Na GT1, a vitória ficou com Johnny O'Connell, Jan Magnussen e Antonio Garcia a bordo de um Corvette.

Abraços a todos e parabéns a Peugeot.

Rossi vence na Espanha.

Boas pessoal.


Fantástica a vitória de Valentino "The Doctor" Rossi hoje no circuito da Catalunha na Espanha.

Rossi disputou a liderança a corrida inteira com o espanhol Jorge Lorenzo, seu companheiro de equipe, as três últimas voltas foram eletrizantes, e Rossi conseguiu a ultrapassagem derradeira sobre Lorenzo na última curva da última volta.

Mais um momento de Valentino que entra para a história.

Lorenzo foi irretocável durante a corrida, porém Valentino é gênio, e disputar uma corrida até a última volta contra Rossi, já pode ser considerado uma vitória.

Acho que depois dessa corrida, não vou perder mais nenhuma da Moto GP esse ano, afinal estamos vendo um gênio reescrever a história da categoria, e isso é o tipo de coisa que não se pode deixar de assistir.

Essa corrida da Espanha de Moto GP rendeu mais emoções do que todo o campeonato de F1 2009, conseguiu gerar até agora.

Casey Stoner da Ducati chegou em terceiro, e o campeonato está com um empate triplo na liderança, encabeçam a contagem Rossi, Lorenzo e Stoner, todos com 106 pontos!

Grande abraço a todos.

sábado, 13 de junho de 2009

24 Heures Du Mans.


Boas pessoal.

Está rolando nesse exato momento as 24 horas de LeMans de 2009.

Até a terceira hora os Peugeots 908 estavam em primeiro e segundo, vejam vocês que o Bourdais está liderando até as últimas notícias... Se ele ganhar Lemans não falo mais mal dele nos reviews dos GP´s de F1, prometo.

O Speed Channel está passando flashes constantes da corrida, e só... A TV aberta tem coisa mais importante para passar nessa tarde, tipo caldeirão do Rulque gravado, ou algum jogo de futebol da nona divisão do campeonato de xique xique do leste... Apesar de o primeiro sobrinho estar participando...

Segue link para nós, minoria excluída do país do futebol, que gosta de automobilísmo, acompanharmos a corrida:


Abraços a todos

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Racing car models.

Boas pessoal.

Mais um post da série Racing car models.

Escolhi para hoje as fotos do meu trabalho mais relevante como modelista, a coleção de Fittipaldis F1. Essa coleção foi montada à época do relançamento (restauração) do FD-01 pela Dana, fabricante de autopeças, à pedido dos organizadores do evento.
No dia da apresentação os modelos desse humilde blogueiro estavam expostos nos boxes de Interlagos, ao lado do FD-01 original. E as pessoas que fizeram parte da história da equipe Fittipaldi conheceram meu trabalho naquele dia. Isso é uma honra inigualável para qualquer modelista.

Honra que a Dana propiciou novamente ao requisitar meus serviços de modelismo para o evento de relançamento do FD-04, que ocorreu posteriormente, mas isso é assunto para um próximo tópico.
Os modelos montados, todos na escala 1:20 representam alguns dos carros mais simbólicos da Fittipaldi F1:

4 FD-01 GP da Argentina 1975 (Um foi dado ao Wilson Fittipaldi Jr., e os outros dois aos diretores da Dana, e o quarto ficou na minha coleção)
2 FD-04 1976 um pilotado por Emerson e outro por Ingo Hoffman
1 FD-04 1977 pilotado por Emerson Fittipaldi
1 F5A GP Brasil 1978 (do histórico segundo lugar obtido pelo Rato em Jacarepaguá)
1 F6 Pilotado por Emerson
1 F7 Pilotado por Keke Rosberg
1 F8 da despedida de Emerson das pistas (se não me engano durante o GP Brasil de 1981)
1 F8 1982 pilotado por Chico Serra

Vale ressaltar que a montagem dessa coleção só foi possível graças ao Sérgio, dono da colecionáveis, a melhor loja de modelismo do Brasil. A coleção se encontra hoje em exposição na loja em questão.

Vamos as fotos:

Os modelos em fase inicial de pintura.

Rodas e braços de suspensão pintados com tinta de efeito cromado.

Os Ford Cosworth DFV, já com a transmissão Hewland e suspensão traseira mais driveline montados.

F5A e F7 recebendo os decais.

Testando alinhamento entre powertrain e monocoque do FD-04 1977.

Um dos FD-01 aguardando o início da montagem final.

Após quase 11 meses de trabalho, a satisfação de ver um mini grid de Fittipaldis F1.

Uma parte dos carros pronta aguardando a chegada das bases feitas pelo amigo e modelista Humberto Susumu.

O Trio de FD-01 que foram dados à Wilson Fittipaldi Jr. e aos Diretores da Dana já em suas respectivas bases.

O grande dia, Alex Dias Ribeiro ex piloto do F6A, segurando os modelos, imagem que até hoje me deixa feliz.

E posteriormente autografando a coleção.
Ingo Hoffman posando junto aos modelos.



Osires Silva junto aos modelos.

Wilson Fittipaldi Jr. recebendo sua lembrança do evento.

Da esquerda para a direita, Alberto Andriolo, Luis Alberto Pandini e Wilson Fittipaldi Junior contemplando os modelos, atrás do Pandini o Rogério Nogueira Jr. ou seria Paul McCartney?

Os carros na colecionáveis, onde se encontram até hoje.

Minha foto preferida com o FD-01 em primeiro plano e ao fundo o FD-04 76.

Foto em ordem cronológica o mais novo em primeiro plano, o primeiro lá no fundo.


O verdadeiro FD-01 em seu renascimento, horas antes de voltar a andar em Interlagos.

Wilson Fittipaldi Jr. repetindo a cena 30 anos depois, no renascimento do FD-01

video

A primeira partida do FD-01 em 30 anos.

video

O FD-01 saindo dos boxes de Interlagos pela primeira vez após a reforma, como haiva feito 30 anos antes.

video

A primeira passagem na reta de Interlagos após a restauração.

video

Uma tomada feita pelo meu irmão Marcos.

video

Ingo Hoffman saindo dos boxes.


Vale ressaltar a importante colaboração dos meus amigos Igor Miranda, Humberto Susumu, Fernando Fukunaga e Rogério Nogueira Jr. que foram essenciais na conclusão desse projeto à tempo.


Estou aguardando as fotos de modelos de alguns blogueiros como o Badi e o Medina, para postar nessa sação.


Grande abraço a todos.

Stewart 70.

Boas pessoal.

Hoje, 11 de junho Jackie Stewart completa 70 anos.

Jackie foi um dos grandes pilotos da F1. Sem dúvida o melhor de seu tempo.



Jackie conquistou três títulos na F1 em 1969 (Matra), 1971 (Tyrrell) e 1973 (Tyrrell). Stewart ganhou 27 GPs na F1, um recorde em sua época, só batido por Alain Prost anos depois. Essas 27 vitórias foram contabilizadas em 99 participações em GPs. Abandonou a F1 devido ao acidente fatal de seu companheiro de na Tyrrell François Cevert, ocorrido durante os treinos do GP dos Estados Unidos de 1973 em Watkins Glen. Esse GP teria tudo para ser uma grande festa para Stewart e A Tyrrell, afinal era a última corrida de 1973, Stewart era campeão de pilotos de 1973 e esse GP seria o 100º de sua carreira. Porém a morte de Cevert, no qual Stewart via seu sucessor na Tyrrell, abalou Stewart a ponto de abandonar sua carreira na F1.

Após um grave acidente ocorrido em Spa Francochamps em 1966, Stewart virou um dos maiores defensores do aumento de segurança na F1, numa época onde morriam em média três pilotos por ano. Foi ele quem idealizou o macacão anti-chamas e o capacete fechado. Graças aos esforços iniciais de Stewart, a F1 se tornou infinitamente mais segura hoje se comparada com a F1 dos loucos anos 60 e 70.

Segue um vídeo retirado de um documentário da BBC sobre Stewart, onde o mesmo fala sobre a falta de segurança que permeava o esporte à motor em sua época:



Segue um bonito tributo à essa lenda do automobilísmo:



Parabéns Gentleman Driver!

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Three Balls.

Boas pessoal.

Mais um post da série Three Balls.

O personagem de hoje é Jean-Claude Rude, um ciclista que no fim dos anos 70 tentou bater o recorde de velocidade de bicicletas.

Infelizmente não consegui achar nada na internet que comprove o sucesso da empreitada.

Rude contou com a ajuda de um Porsche 935, devidamente modificado. Para pilotar o Porsche nada mais que Henry Pescarolo.

O que descobri é que o Porsche teve duas funções distintas para a tentativa de obtenção do recorde por Rude. A primeira é de rebocar a bicicleta até a velocidade em que se quer estabelecer o recorde, a outra é diminuir o atrito do ciclista com o ar (efeito vulgarmente conhecido como vácuo). Rude no caso, precisaria manter a velocidade por uma distância determinada, homologando assim o recorde.

A marca que Rude estava tentando bater na época pertencia a Al Abbott (223,466km/h).

Rude pretendia alcançar os 250km/h para obter o novo recorde.

Só alguém com "three balls" andaria no vácuo de um 935 à 250km/h em uma bicicleta.

Algum dos blogueiros saberia responder se Rude conseguiu bater o recorde? Procurei na internet e não achei niente...

Abraços à todos.